BlogBlog

Por um 2019 com muito mais sexo!

Como é de praxe, a cada virada de ano surgem as promessas, desejos e metas para o novo período que se inicia. Economizar dinheiro, fazer dieta e exercícios regularmente, viajar... As demandas são diversas! Mas poucas pessoas incluem uma das práticas mais gostosas da vida nessa lista: sim, o sexo! Por que não nos comprometermos a aumentar a quantidade e/ou qualidade de sexo no nosso dia a dia, se é algo que faz tão bem? Razões não faltam, mas para te deixar ainda mais motivado(a), vamos enumerar alguns benefícios médicos que você talvez ainda nem conheça:

Alivia as crises de enxaqueca: O orgasmo libera substâncias, como as endorfinas, que atuam no sistema nervoso.

Melhora o aspecto da pele: Fazer sexo, principalmente no período da manhã, é um poderoso aliado da beleza para manter a juventude. De acordo com pesquisadores, atingir o orgasmo aumenta os níveis de estrogênio, testosterona e de outros hormônios ligados ao brilho e a textura da pele e dos cabelos. Além disso, quando há o orgasmo, ocorre uma vasodilatação superficial dos vasos, até aumentando a temperatura em algumas pessoas. Com isso, a pele ganha uma aparência mais fresca, e o brilho natural dela fica em destaque.

Alivia as cólicas da TPM: Não é uma regra, mas acontece com algumas mulheres. Os movimentos realizados durante o sexo estimulam os órgãos internos, que ficam mais relaxados e, com isso, há diminuição das dores que incomodam seu bem-estar nos dias antes da menstruação.

Melhora o sono: O relaxamento que o orgasmo traz contribui para que você durma melhor, e não apenas no dias em que houver sexo. A reação tem efeito prolongado, devido a ação dos neurotransmissores que passam a agir no seu organismo com mais regularidade e numa quantidade maior.

Diminui o estresse: O orgasmo não deve ser encarado como um remédio calmante, mas como parte de uma relação afetiva que traz prazer. Quando isso acontece, os níveis de estresse tendem a diminuir não só pela estabilidade emocional, mas também porque os chamados hormônios do estresse, como o cortisol, apresentam atividade reduzida.

Diminui os riscos de infarto: O sexo frequente pode reduzir o risco de infartos fatais e de derrames. De acordo com pesquisas, a morte súbita causada por problemas de coração é mais comum entre homens que afirmam ter níveis baixos ou moderados de atividade sexual.

Queima calorias: A atividade sexual pode ser um ótimo exercício para o corpo. Isso porque meia hora de sexo queimam, em média, 85 calorias. Portanto, se você está sem paciência para ir à academia, que tal optar pelo plano B?

Aumenta a imunidade: Uma vida sexual ativa aumenta os níveis de um anticorpo conhecido como IgA, responsável pela proteção do organismo de infecções, gripes e resfriados.

Fonte: Minha Vida


Últimas publicaçõesÚltimas publicações