BlogBlog

O prazer proibido...

Não chega a ser exatamente uma unanimidade, mas muitas pessoas acham mais gostoso quando o prazer é proibido: seja por uma situação improvável ou complexa, pelo local ou qualquer outro motivo. Será que existe alguma explicação lógica para se apreciar o perigo na hora h?



A explicação vem da química que existe e acontece em praticamente todos os processos no corpo humano. As situações de perigo liberam adrenalina, neurotransmissor que ajuda a estimular a dopamina no cérebro, que faz com que os fluidos corporais circulem mais depressa, melhorando a resposta sexual. Para atingir o orgasmo, o sistema nervoso envia ordens ao coração para que os batimentos cardíacos se acelerem. A adrenalina, despejada pelas glândulas adrenais, é jogada no sangue e dilata as artérias, aumentando o fluxo sanguíneo nos músculos envolvidos nas atividades sexuais. Para uma melhor oxigenação do sangue, os pulmões aumentam o seu trabalho, e a respiração se torna curta e rápida. O suor aumenta, para dissipar o calor acumulado do corpo. Assim ficamos nas horas em que nos vemos em perigo, e essa sensação nos faz muito bem.


Os locais que podem contribuir para toda essa mágica aconteça são os mais variados: do ambiente de trabalho ao elevador. Da varanda de uma casa ao banheiro de uma festa. Parques, bibliotecas, escadas de incêndio... São muitas as opções, mas todas nos levam a ter uma única certeza: a adrenalina vai fazer com que o proibido torne tudo ainda mais gostoso!


Fonte: 180graus.


Últimas publicaçõesÚltimas publicações